terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Ponteira de lapis, boas vindas

Ponteira de lapis, boas vindas: "




Mais uma dica para vocês de mimo para inico das aulas, este eu fiz com a fota da minha filha para lembrança de aniversário, mas pode-se colocar aquelas etiquetas de boas vindas que postei ontem no blog.



"

SEMINÁRIO VIRTUAL TELENFERMAGEM

OMS revisa segurança de vacina para gripe após casos de narcolepsia

Estudo associou casos da 'doença do sono' à vacina Pandemrix de gripe H1N1, fabricada pela GlaxoSmithKline

01 de fevereiro de 2011 | 15h 05

Efe e Reuters
HELSINQUE - A Organização Mundial de Saúde está revisando a segurança da vacina contra a gripe H1N1 Pandemrix, fabricada pela companhia farmacêutica GlaxoSmithKline, após a notificação de um estudo finlandês que sugere que crianças que receberam a imunização eram nove vezes mais propensas a contrair narcolepsia, um estranho transtorno do sono.
A narcolepsia é uma doença neurológica pouco comum que provoca alteração grave do sono, fazendo com que a pessoa durma sem motivo durante várias vezes ao dia.
Veja também:
link Sobreviventes do H1N1 desenvolvem superanticorpos para gripe
link Vírus H1N1, da gripe suína, começa a sofrer mutação, aponta estudo
O Instituto Nacional de Saúde e Bem-estar da Finlândia (THL) iniciou uma investigação em agosto para investigar a possível relação entre esta vacina e a narcolepsia, depois da detecção desta doença em 17 crianças finlandesas vacinadas com Pandemrix durante a última pandemia de gripe A H1N1.
O fenômeno levou às autoridades de saúde finlandesas a interromper o uso da vacina de forma preventiva até determinar seus possíveis efeitos colaterais.
As causas são desconhecidas, mas os cientistas consideram que é produto de uma combinação de fatores genéticos e ambientais, incluindo as infecções.
Estudo do instituto THL, entre 2009 e 2010, diagnosticou 60 casos de narcolepsia em crianças e adolescentes finlandeses com idades entre quatro e 19 anos, dos quais 52 (quase 90%) haviam recebido a vacina contra o vírus A H1N1 com Pandemrix.
"A associação observada é tão evidente que é pouco provável que outros fatores possam explicar plenamente o fenômeno", assinalaram os responsáveis do estudo em comunicado.
A maior parte dos quadros de narcolepsia aparece em crianças entre quatro e 15 anos, enquanto não detectaram nenhum caso em menores de quatro anos nem em jovens maiores de 19 anos.
"Com base nas análises preliminares, o risco de contrair narcolepsia em indivíduos entre quatro e 19 anos que foram vacinadas se multiplicou por nove, em comparação com os que não receberam a vacina", acrescentou o comunicado.
Para o instituto THL, a causa mais provável do fenômeno é o efeito conjunto da vacina com algum outro fator, por isso que nos próximos meses serão realizadas novas pesquisas de caráter epidemiológico, imunológico e genético.
Além da Finlândia, até o momento Suécia e Islândia detectaram aumento anormal de casos de narcolepsia infantil possivelmente relacionado à vacina Pandemrix, embora estejam realizando estudos adicionais em outros nove países da União Europeia.

Vantagens do parto normal em relação à cesariana

Vantagens do parto normal em relação à cesariana: "
Uma futura mamãe me pediu que falasse sobre os benefícios do parto normal. Encontrei na internet uma cartilha muito ilustrativa sobre o assunto.
Parto normal x Cesariana

Pediatria BrasilGostou desta postagem?

Não deixe de:

- Assinar o feed do Pediatria Brasil gratuitamente;

- Receber as atualizações em seu e-mail;

- Conhecer o Mapa do Blog;

- Clicar em Tweet para twittar esta postagem.

Pediatria Brasil - Anúncios
Visite o Pediatria Brasil. Informação de qualidade pra quem ama criança.
"

O maravilhoso poder da indisciplina

gilberto dimenstein
31 de janeiro de 2011

Uma das imagens atribuídas aos judeus é a neurose diante do desempenho nos estudos. Em parte é verdade: são 0,2% da população mundial e 20% dos vencedores do Prêmio Nobel e quase um terço dos matriculados em Harvard e no MIT. Mas isso é pouco com o que viria com os chineses, cerca de 20% dos habitantes do planeta.

Pelo menos é essa a sensação, com certo toque de histeria, que está provocando aqui nos EUA um livro de uma professora de direito nascida na China e casada com um judeu, com quem teve duas filhas.

Amy Chua relata com orgulho a forma rígida com que educa as filhas: nada de TV, videogame ou sair com amigas; são obrigadas a tirar as notas mais altas, exceto em educação física; não têm o direito de escolher as atividades extracurriculares; e devem tocar piano por pelo menos quatro horas por dia.

No livro, intitulado "Hino de Batalha de Uma Mãe Tigresa", o pai, judeu, aparece como alguém mais relaxado e flexível diante da educação das filhas, mas, por causa de um acordo nupcial, acaba cedendo diante do que seria o jeito chinês de educar na base da rígida disciplina.

A tradução para os americanos -e daí a repercussão da "mãe tigre"- é que, com tanta disciplina, os chineses vão dominar o mundo, liderando as inovações. Não vou entrar na questão econômica, mas na pedagógica: excesso de disciplina não combina com criatividade.

O debate em torno do livro reflete o crescimento chinês e a insegurança dos EUA por causa do desemprego. Na semana passada, saiu uma pesquisa, baseada em 200 mil entrevistas, mostrando que nunca os estudantes universitários americanos sentiram-se tão abalados psicologicamente. Temem que seja cada vez mais difícil conseguir uma vaga no mercado de trabalho. Veem os países emergentes, a China em especial, como a grande ameaça.

Some-se a isso que, no último teste internacional de qualidade de ensino, a China ficou em primeiro lugar; os Estados Unidos, em 17º.

A história mostra, porém, que a inovação se sustenta apenas ao longo do tempo em locais onde há não apenas apoio à pesquisa, mas aceitação da diversidade e da indisciplina. O grande personagem de Harvard hoje é Mark Zuckerberg, um gênio indisciplinado na universidade.

Bill Gates não acabou a faculdade; Steve Jobs também não concluiu o ensino superior, onde apenas se interessou por caligrafia.

Não estou dizendo que uma nação não depende de quem estuda duro e é disciplinado, mas sim que se não houver espaço para a fantasia e o delírio não surgem Facebook, Google, Microsoft, IBM ou Apple.

A revolucionária Sony, vista como exemplo do que seria o domínio dos japoneses, é hoje decadente e comandada por um americano. No comunismo, os russos levaram um homem ao espaço, mas não souberam virar um polo de inovação.

Na semana passada, estive num local que serve como a tradução arquitetônica perfeita do poder criativo da indisciplina. É o novo prédio do Media Lab, do MIT, dedicado a descobrir novas funções para a tecnologia da informação.

Não há salas de aulas. Os alunos montam seus currículos, usando outras faculdades. Um amontoado de projetos se espalha pelos andares, parecendo um conglomerado de garagens daqueles jovens inventores que transformam a casa dos pais em laboratórios.

Vemos desde carros cujas rodas encolhem depois de estacionados até um centro de tecnologia da informação dedicado à medicina -no MIT criou-se um departamento apenas para testar o uso da nanotecnologia contra o câncer.

Os grandes inventores precisam de espaço para serem crianças, algumas vezes sem limite, para exercerem sua curiosidade.

O mundo é dividido entre quem cria e quem copia. Os dois tipos são necessários e complementares.

Para ter, porém, muitos inovadores, excesso de disciplina não funciona. Daí o erro, alertado por psicólogos, dos pais que pensam ajudar os filhos reduzindo seu direito de brincar e enchendo seu dia de atividades. Brincar é um dos melhores jeitos de se encantar pelas descobertas.

PS- Viver aqui em Cambridge, onde estão Harvard e MIT, é sentir a disciplina na indisciplina, há uma sensação de que se pode reinventar tudo. Um professor de direito de Pernambuco, Marcos Nóbrega, que está fazendo pesquisas por aqui, resumiu sua experiência numa frase: "Aqui deve ser o único lugar do mundo onde se vai comprar um chiclete e se encontra um Prêmio Nobel na fila".

Apesar disso, há nesse ambiente laureado muito menos formalidade e muito mais flexibilidade e abertura para colaboração do que nas melhores universidades brasileiras.

MEC deve elaborar ''expectativas de aprendizagem'' para cada série do fundamental

Fonte: Portal Aprendiz

Sarah Fernandes
O Ministério da Educação (MEC) deve realizar consultas públicas nacionais para elaborar “expectativas de aprendizagem” para cada série ou bloco do ensino fundamental. A proposta é fixar o que seria ideal que os alunos aprendessem em cada etapa, para que as escolas elaborem seus currículos a partir desse levantamento.

A ideia está prevista nas novas diretrizes nacionais para o ensino fundamental, aprovadas pelo MEC em dezembro do último ano. O documento não traz prazo para realização da consulta pública. A proposta era atualizar as últimas diretrizes, em vigor desde 1998, tomando como ponto de partida o ensino fundamental de nove anos.

“As expectativas de aprendizagem vão dizer o que uma criança tem o direito de aprender em uma determinada etapa”, explica o relator das novas diretrizes, Cesar Callegari, que é membro do Conselho Nacional de Educação (CNE). 

Cada escola fica responsável por determinar se trabalhará as expectativas por séries ou blocos de séries. Ela também fica responsável por elaborar seu currículo, a partir das expectativas de aprendizagem, garantindo a participação dos pais e da comunidade.

“O currículo não é uma receita, mas uma construção coletiva, por isso os pais e a comunidade devem ser protagonistas”, avalia Callegari. “Com isso, podemos quebrar a tendência que o conteúdo dos exames oficiais paute o currículo e inverter essa lógica”.

Apesar de ser prevista uma consulta pública para elaborar as expectativas, as novas diretrizes sugerem que os três primeiros anos do ensino fundamental sejam um ciclo, que não possa ser interrompido. Quando chegar ao terceiro ano, a criança, com então oito anos completos, já deverá estar alfabetizada. 

“Queremos assegurar a alfabetização e o letramento nos três primeiros anos porque é um direito da criança aprender a ler e a escrever nesse período. Isso vai interferir no seu sucesso escolar”, avalia o relator. “Esse ciclo não pode ser interrompido, o que não significa que somos a favor da progressão continuada. O que queremos assegurar é o desenvolvimento natural da aprendizagem para a alfabetização até os oito anos”.

MAIS EDUCAÇÃO - Consultores vão aos municípios para tirar dúvidas de gestores

Segunda-feira, 31 de janeiro de 2011 - 17:24
Consultores do Ministério da Educação vão percorrer uma série de municípios, até 20 de fevereiro, para tirar dúvidas sobre o programa Mais Educação e ajudar os gestores locais a inserir dados dos estudantes que devem ingressar na educação integral este ano. Seis mil novas escolas foram pré-selecionadas para o programa. A adesão vai até 28 de fevereiro.

Número de alunos por escola, escolha dos tipos de atividades que serão oferecidas, quantos monitores serão necessários, quem vai coordenar a educação integral no município e na escola são dados que devem ser registrados no Sistema de Informações Integradas de Planejamento, Orçamento e Finanças do MEC (Simec).

De acordo com Leandro Fialho, coordenador de ações educacionais complementares da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad), o preenchimento de dados é necessário para que a escola seja aceita no programa e receba recursos do MEC. Em média, cada escola recebe R$ 37 mil para custear as atividades durante o ano letivo.

Cadastro e pedido de senha foram dificuldades iniciais constatadas pela consultora Lucenir de Andrade Pinheiro, nos encontros que teve com as secretarias municipais de educação e diretores de escolas em reuniões em Fortaleza e nos municípios pernambucanos Paulista (região metropolitana) e Caruaru (agreste).

Em Fortaleza, por exemplo, a consultora fez esclarecimentos a gestores e técnicos de 45 secretarias municipais de educação. Lucenir explicou que, nas reuniões, ela abre o Simec o e faz um passo a passo. Tira dúvidas e preenche dados ao mesmo tempo. Mesmo com algumas dificuldades para operar o sistema, ela avalia que o programa desperta muito interesse nas redes de educação básica públicas.

Pelo cronograma da Secad, municípios do Rio Grande do Sul já foram atendidos; estão agendados encontros com técnicos de secretarias estaduais e municipais de educação da Bahia, do Pará e de São Paulo.

Trajetória – Criado em 2007, o programa Mais Educação começou efetivamente em 2008. No período 2008-2010, passou de 386 mil para 2,2 milhões de estudantes. Em 2011 deve alcançar 15 mil escolas e cerca de 3 milhões de alunos.

Ionice Lorenzo

EDUCACENSO

Terça-feira, 01 de fevereiro de 2011 - 10:47
A partir desta terça-feira, 1º de fevereiro, as escolas de educação básica de todo o país devem lançar, no sistema Educacenso, as informações sobre o movimento e o rendimento de cada um de seus alunos no final do ano letivo de 2010. O sistema estará aberto até 11 de março. A escola deverá informar se o aluno foi aprovado ou não em 2010, se foi transferido ou se abandonou os estudos. O lançamento dos dados pelas escolas deve ser feito no módulo situação do aluno, na página eletrônica do Educacenso.

Calendário de vacinação

A vacina do seu filho está em dia?

Vacinação infantil FONTE: PEDIATRIA BRASIL
Discutiremos as vacinas disponíveis para crianças e adolescentes, tanto na rede pública quanto na rede particular.

Aí vai um resumão de tudo:
Ao nascer:
- BCG-id: dose única;
- Hepatite B: primeira dose (de três).
Com um mês de vida:
- Hepatite B: segunda dose (de três).
Com dois meses de vida:
- DTP (ou DTPa): primeira dose (de três);
- Hib: primeira dose (de três);
- Rotavírus: primeira dose (de duas);
- VOP (ou VIP): primeira dose (de três);
- Pneumocócica: primeira dose (de três).
Com três meses de vida:
- Meningocócica: primeira dose (de duas).
Com quatro meses de vida:
- DTP (ou DTPa): segunda dose (de três);
- Hib: segunda dose (de três);
- Rotavírus: segunda dose (de duas);
- VOP (ou VIP): segunda dose (de três);
- Pneumocócica: segunda dose (de três).
Com cinco meses de vida:
- Meningocócica: segunda dose (de duas).
Com seis meses de vida:
- DTP (ou DTPa): terceira dose (de três);
- Hib: terceira dose (de três);
- VOP (ou VIP): terceira dose (de três);
- Pneumocócica: terceira dose (de três);
- Hepatite B: terceira dose (de três);
- Influenza: primeira dose (de duas).
Com sete meses de vida:
- Influenza: segunda dose (de duas).
Com nove meses de vida:
- Febre amarela: dose inicial.
Com um ano de idade (12 meses):
- SCR: primeira dose (de duas);
- Varicela: primeira dose (de duas);
- Hepatite A: primeira dose (de duas);
- Meningocócica: reforço único.
Com um ano e três meses de idade (15 meses):
- DTP (ou DTPa): primeiro reforço (de dois);
- VOP (ou VIP): primeiro reforço (de dois);
- Hib: quarta dose (se nas primeiras três doses foi utilizada vacina combinada acelular);
- Pneumocócica: reforço único.
Com um ano e seis meses de idade (18 meses):
- Hepatite A: segunda dose (de duas).
Com 2 anos de idade:
- Influenza: reforço anual.
Com 3 anos de idade:
- Influenza: reforço anual.
Com 4 anos de idade:
- Influenza: reforço anual.
Com 5 anos de idade:
- Influenza: reforço anual.
Com 4-6 anos de idade:
- SCR: segunda dose (de duas);
- Varicela: segunda dose (de duas);
- DTP (ou DTPa): segundo reforço (de dois);
- VOP (ou VIP): segundo reforço (de dois).
Com 10 anos de idade:
- Febre amarela: reforço.
Com 11-12 anos de idade:
- HPV: 3 doses (para meninas).
Com 14-16 anos:
- dT: reforço.
Por toda a vida, reforço a cada 10 anos:
- dT;
- febre amarela.
São muitas vacinas, não é mesmo? Tadinho do bebê, né? TADINHO NADA! Graças a Deus existem todas essas vacinas. Quisera eu que existissem muitas outras. Assim teríamos cada vez menos doenças graves acometendo nossas crianças.

Introdução à demografia com os dados do Censo | Geografia | Nova Escola

Introdução à demografia com os dados do Censo | Geografia | Nova Escola

O valor das férias para a formação cultural dos alunos | Políticas Públicas | Nova Escola

O valor das férias para a formação cultural dos alunos | Políticas Públicas | Nova Escola

O valor das férias para a formação cultural dos alunos | Políticas Públicas | Nova Escola

O valor das férias para a formação cultural dos alunos | Políticas Públicas | Nova Escola

Como fazer o PPP da escola

Como fazer o PPP da escola

Jogos e brincadeiras para a Educação Infantil

Jogos e brincadeiras para a Educação Infantil

Esses dados valem ouro | Gestão Escolar | Nova Escola

Esses dados valem ouro | Gestão Escolar | Nova Escola

Documentos úteis para o gestor escolar | Gestão Escolar | Nova Escola

Documentos úteis para o gestor escolar | Gestão Escolar | Nova Escola

JORNAL FUTURA

DIRETO DO TWITTER

Claudia Costin
Atenção, professores! Prefeito autorizou a convocação de 50 novos Professores II, para a Aceleração de 5º ano.
 
Claudia Costin
RT @: Recursos educacionais abertos tornam a aprendizagem colaborativa uma realidade.
 
Claudia Costin
RT @: Livro gratuito da Fiocruz conta a história da saúde pública no país rt @

Modelo de planilha para organizar os dados dos alunos

Modelo de planilha para organizar os dados dos alunos

As informações preciosas das fichas de matrícula dos alunos

As informações preciosas das fichas de matrícula dos alunos

Volta às aulas | Nova Escola

Volta às aulas | Nova Escola

Planejamento na sala de aula

Planejamento na sala de aula

HOMENAGEM AS AMIGAS QUE NOS DEIXARAM

Ainda não tinha achado nada que dissesse, um pouco, do nosso sentimento em relação a 2(duas) amigas que nos deixaram no Início deste ano, Bia e Tânia Lenns; duas pessoas que estiveram presentes em nossas vidas, em nossas lutas, brigas, rindo, chorando, se emocionando, acreditando que podíamos sempre fazer melhor, estar melhor, ser melhor.
Nossas amigas se foram, mas deixaram suas marcas, seu perfume, suas idéias, sua motivação; está tudo aqui, guardado no melhor lugar, nosso coração.
Achei este pequeno texto da Ana Jácomo que fala muito melhor do que nós sobre a impermanência e o que fica disso.


Em degradé: "
Foto de Ana Correia

Ana Jácomo

Algumas preciosidades morrem baixinho, em dégradé. Como morrem as tardes. Como morrem as flores. Como morrem as ondas. Quando a gente percebe, já é noite e o céu, se está disposto a falar, diz estrelas. Quando a gente percebe, as pétalas já descansam o seu sorriso no colo do chão. Quando a gente percebe, o canto da onda já enterneceu a areia. Muitas dádivas que nos encontram, que nos encantam, têm seu tempo de viço, sua hora de recado, e seu momento de transformação em outro jeito de lindeza.

A noite também é bela do jeito dela. As pétalas caídas viram húmus para fertilizar o solo que dirá a vez de outras flores sorrirem. A areia molhada conta a canção da onda e da sua acolhida terna para a nossa vida descalça. Lutar contra a impermanência da cara das coisas é feito tentar prender o azul macio das tardes, segurar o viço risonho das flores, amordaçar as ondas. É inútil.

Costumamos esquecer que não podemos impedir a mudança: tudo dança a coreografia sábia e implacável da impermanência. Mas a música daquilo que verdadeiramente nos toca com amor, não importa o quanto tudo mude - e tudo muda -, não deixa nunca mais de tocar e viver, de algum jeito, no nosso coração.
"

Prefeitura investe R$ 149,9 milhões do Morar Carioca nas comunidades da Pedreira

Prefeitura investe R$ 149,9 milhões do Morar Carioca nas comunidades da Pedreira

Exposição "Aquarelas do Rio" tem início na ABL

FONTE: Academia Brasileira de Letras

A Academia Brasileira de Letras inaugurou em 24 de janeiro, às 19h, na Galeria Manuel Bandeira, a primeira exposição do ano de 2011, intitulada "Aquarelas do Rio". A exibição do artista J. David conta com 31 obras que mostram, sob sua ótica e traços, variadas belezas do Rio de Janeiro.
O artista expõe aquarelas tais como a fachada da Academia Brasileira de Letras, um coreto e banda , no subúrbio do Rio, o Museu Imperial de Petrópolis, entre outras.




Aquarela retratando o Petit Trianon


Produzida por Marcelo Ferreira Spohn e tendo como curador o poeta e ensaísta Alexei Bueno, a exposição estará aberta ao público, com entrada franca, de 25 de janeiro até 25 de fevereiro. O horário de visitação é das 10h às 18h, de segunda a sexta-feira.
Saiba mais
Sobre o autor
Nascido em 1934, no Engenho Novo, Rio de Janeiro, recebeu seu primeiro prêmio em desenho, no ano de 1942, em concurso escolar sobre a Segunda Guerra Mundial. Em 1952, entra como aprendiz de desenhista na Editora Brasil América, e, paralelamente pintando, expõe no Salão Nacional de Belas Artes, em 1963.Em 1966, começa a trabalhar como ilustrador publicitário e, em 1983, é premiado como Ilustrador Publicitário do ano pela Assossiação Brasileira de Propaganda (ABP).
Em 1998, já aposentado, viaja à Europa conhecendo os museus do Louvre, D’Orsay, Galeria Degli Uffizi, Academia de Florença, ateliers em Veneza, museu do Vaticano, museu do Prado, museu de  Lisboa entre outros.

Texto de apresentação da exposição
O Rio de Janeiro, desde sempre, manteve uma posição de vasta dominância no corpus da iconografia brasileira, por dois motivos óbvios, um natural, o outro histórico. O primeiro se origina na paisagem sem paralelo desse ponto no qual os franceses sonharam erguer a sua Henriville, e no qual o heróico Estácio de Sá fundou a cidade de São Sebastião. Por consenso universal, esta boca de baía, esta estreita faixa de terra firme entre maciços graníticos verdadeiramente escultóricos e o mar, consiste numa das mais espantosas maravilhas da natureza, ainda que numa das situações mais ingratas para nela se erguer uma cidade. O segundo nasce do fato de, após 1763 e até 1960, ter sido o Rio de Janeiro a capital da Colônia, a sede do Reino Unido, Município Neutro, Capital Federal, cidade-estado da Guanabara. Com a transferência da corte lusitana em 1808, e a abertura dos portos, para cá acorreram artistas franceses, ingleses, alemães, de toda parte, unanimemente fascinados pela paisagem que descortinavam. Desse modo, o registro pictórico da paisagem – quase inexistente na Colônia, com a prestigiosa exceção do período holandês – surge e se firma gloriosamente no Rio de Janeiro.
Artista inato, com quase cinco décadas dedicadas à pintura ou à sutil e difícil técnica da aquarela, J. David, carioca do Engenho Novo, faz uma homenagem lírica à sua cidade e ao seu estado nestas Aquarelas do Rio. Com invariável exatidão, ele passa do registro cotidiano – como em “Algodão doce, subúrbio do Rio” ou “Gardênia Azul, Jacarepaguá” - à sobriedade quase geométrica de certas marinhas, como “Ilha do Governador, Colônia de Pesca”, que nos recordam algo da maneira de um Pancetti ou de um Carlos Scliar. Seu cromatismo, sempre opulento, explode às vezes numa espécie de êxtase jubiloso, que podemos sentir perante “Palácio Imperial, Petrópolis” ou “A Casa Rosa, Paquetá”. Invariavelmente, as aquarelas de J. David transmitem ao observador uma joie de vivre, uma espécie de comemoração do real que - como os antigos diziam a respeito do vinho - alegra o coração dos homens.
A inigualável paisagem do Rio de Janeiro e seus arredores continua, portanto, a dominar os olhares e o anelo expressivo que, pertencente a todos homens, em alguns pouco se manifesta, para a satisfação de todos. Apesar das inúmeras vicissitudes que a natureza carioca e fluminense sofreu, às vezes de forma irreparável, em quase cinco séculos de atividade humana, a aparência e a alma desse “escasso ponto do universo”, para usar o verso de Machado de Assis, permanece, como podemos perceber nestas Aquarelas do Rio, que a Galeria Manuel Bandeira tem a satisfação de apresentar.

DIRETO DO D. O.


Cria a Coordenadoria de Novas Mídias Digitais CMD e o cargo em comissão de Chefe Executivo Digital no Gabinete do Prefeito GBP.
O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso de suas atribuições legais, considerando a necessidade da busca constante de novos canais de comunicação com o cidadão
considerando que as "ferramentas de mídias sociais" estimulam o diálogo, a partir do compartilhamento e da criação colaborativa de informações e conteúdos, nos mais diversos formatos digitais, a qualquer pessoa e em qualquer parte do mundo;
considerando que através da uma Rede Social os relacionamentos se dão de forma horizontal e não hierárquica e que valores e objetivos comuns são compartilhados e,
considerando que estas mídias possibilitam a democratização e a disseminação de informações de serviços públicos municipais, investimentos e ações dessa Prefeitura,
DECRETA:
Art. 1º. Fica criada, na estrutura organizacional do Gabinete do Prefeito GBP, a Coordenadoria de Novas Mídias Digitais GP/CMD, código 43824.
Art. 2º. A Coordenadoria de Novas Mídias Digitais tem como finalidade estreitar o relacionamento com o cidadão através das tecnologias on line.
Art. 3º. A gestão da Coordenadoria de Novas Mídias Digitais estará sob a responsabilidade do Chefe Executivo Digital - CED, que deverá manter diálogo permanente com o cidadão, para captar idéias inovadoras e críticas que possam contribuir para a melhoria dos serviços e a qualificação da Cidade, bem como divulgar as iniciativas do governo que atendam àquelas expectativas.


REDE ESTADUAL - Pacotão para colocar Rio no topo da educação

 FONTE: ODIA
Professor da rede terá bônus, auxílios para cultura e transporte e capacitação. Licenças médicas de mestres passarão por perícia
POR MARIA LUISA BARROS
Rio - Alunos e professores da rede estadual vão começar a receber no início do ano letivo, em 7 de fevereiro, um pacote de benefícios para tentar passar uma borracha nas notas vermelhas que o Rio colecionou nos últimos 20 anos. O Plano de Metas, anunciado ontem pelo secretário Wilson Risolia, prevê bônus de até três salários a mais no fim do ano — R$ 1.913,52 a R$ 4.737,81 — para quem atingir 100% dos objetivos. Além disso, os 51 mil professores em sala de aula vão ganhar a partir do mês que vem um cartão pré-pago de R$ 500 para comprar livros, ir a cinemas e a teatros.
Foto: Uanderson Fernandes / Agência O Dia
Professor José Tibúrcio diz que há alunos na rede que não tiveram aulas de Matemática durante todo o ano letivo | Foto: Uanderson Fernandes / Agência O Dia
“É importante ter acesso a cultura para poder discutir em sala de aula”, diz o professor de Matemática José Tibúrcio, 51 anos. Como ele, todos os funcionários lotados nas unidades escolares receberão no contracheque um auxílio-transporte para custos com deslocamento. No total, serão investidos, por ano, R$ 240 milhões.

Em troca, as 1.462 escolas terão que fazer o dever de casa e atingir as metas agressivas de desempenho estabelecidas pela Secretaria Estadual de Educação, que pretende colocar, até 2014, o Rio entre os cinco estados no topo do Ideb, indicador que avalia a cada dois anos o Ensino Básico em todo o País. Atualmente as escolas fluminenses só ganham das do Piauí.

Risolia acabou com a indicação política para escolha de funcionários em cargos de direção. “Nem eu terei mais a caneta para nomear meu subsecretário. A partir de agora, será tudo por mérito”, afirmou o secretário, que será o único nomeado pelo governador.

Para assumir funções pedagógicas, os professores terão que passar por 4 etapas: análise do currículo, prova, entrevista e curso para certificar que o profissional está qualificado para o cargo.

Com o leque de incentivos, Risolia espera levar de volta às salas de aula parte dos 8 mil professores que estão de licença médica e 2 mil funcionários emprestados a outros órgãos. “Não vamos mais ceder professores, a não ser que arquem com o ônus de pagar os salários. Hoje o salários dos 2 mil professores cedidos é da Educação”, diz o secretário.
Arte: O Dia

Para fazer caixa para os novos investimentos na rede, o secretário Wilson Risolia anunciou o corte de R$ 111 milhões nos gastos da secretaria. No ano passado, a Educação consumiu R$ 847 milhões do Orçamento. Este ano, a meta é utilizar R$ 736 milhões. Risolia pretende chegar a este valor revendo todos os contratos de fornecedores com o estado, de modo que sejam feitos em condições mais vantajosas.

Outra medida prevista no Plano de Metas será a abertura de concurso para técnicos administrativos com o objetivo de liberar para sala de aula os 4 mil professores que hoje ocupam funções burocráticas.

“Claro que não é fácil. A nossa situação não é confortável, por isso temos metas agressivas para a educação”, destacou Risolia, que não teme possíveis reações contrárias ao programa. “Não vai haver resistência. Quem vai ganhar são os jovens. Quem pode ser contra algo tão positivo?”, questiona.

Sai terça-feira edital para contratar 1.362 profissionais

A secretaria publicará edital do concurso para seleção de 1.362 professores de Matemática e Física, na terça-feira. Objetivo é reduzir o déficit de 4 mil professores da rede. “Há alunos no Ensino Médio que não tiveram Matemática o ano todo. Mas a situação vai melhorar quando houver aumento salarial”, diz o professor José Tibúrcio, do Liceu Nilo Peçanha, em Niterói.

Todos os docentes vão fazer cursos de qualificação em universidades e na escola corporativa que será criada pela Secretaria Estadual de Educação. A Escola, localizada na Tijuca, deve ficar pronta em julho. A meta é capacitar 10 mil mestres a cada seis meses.

O secretário já abriu edital para contratar empresa que fará perícia nas 8 mil licenças médicas para ver quem realmente tem condições de voltar às salas de aula. Já os funcionários cedidos terão 30 dias para se apresentar. Se continuarem nos cargos, o salário será pago pelas secretarias onde estão lotados.

Repetentes custam R$ 1,1 bilhão ao ano

Um dos maiores desafios do novo plano de educação será reduzir a repetência. Segundo o secretário Risolia, o estado gasta por ano R$ 1,1 bilhão com alunos que já deveriam ter concluído os estudos. Numa rede que tem 1,25 milhão de matrículas, 450 mil estudantes estão mais de 2 anos atrasados na série. “É um problema grave, porque o estado investiu. Eles não se formaram e tomam o lugar de novos alunos”, diz o secretário.

Para evitar que o aluno perca o ano, os estudantes como os do tradicional Colégio Estadual Souza Aguiar, no Centro, farão simulados a cada dois meses (o primeiro será em abril), receberão reforço escolar no contraturno — aulas extras à tarde para quem estuda pela manhã e vice-versa.

As aulas de reforço serão aplicadas para todas as disciplinas, dependendo da deficiência do aluno. Estudantes do 2º ano do Ensino Médio receberão orientação vocacional voltados para o mercado de trabalho. Mesmo com o volume maior de tarefas professores aprovaram o plano. “Não me importo de aplicar mais provas se tiver reconhecimento pelo meu trabalho”, afirma a professora de Língua Portuguesa, Maria da Consolação Lavorato, 49 anos.

As escolas adotarão currículos mínimos para disciplinas de Matemática, Português, História, Geografia, Filosofia e Sociologia. A intenção é padronizar o ensino. “A mesma aula de Matemática que é dada em uma escola no Leblon tem que ser dada ao aluno do Complexo do Alemão”, afirma o secretário Risolia. Todas as escolas serão avaliadas por um índice próprio, o Iderj (Índice da Educação Básica do Rio), que será aplicado nos anos em que não houver prova do Ministério da Educação.

Bônus pode chegar a R$ 4,7 mil

CÁLCULOS
Os valores consideram o reajuste salarial que entra em vigor em julho.

NÍVEL 1
O piso vai subir para R$ 637,84: com isso, o bônus será de R$ 1.913,52.

NÍVEL 2
Piso de R$ 714,38: bônus chegará a R$ 2.143,14.

NÍVEL 3
Piso de R$ 800,11: gratificação deve chegar a R$ 2,400,33.

NÍVEL 4
Piso vai aumentar para R$ 896,12: adicional poderá atingir R$ 2.688,36.

NÍVEL 5
Piso: R$ 1.003,65. Bônus será de até R$ 3.010,95.

NÍVEL 6
Piso de R$ 1.124,09 e bônus de até R$ 3.372,27.

NÍVEL 7
Piso de R$ 1.258,98 e gratificação de R$ 3.776,94.

NÍVEL 8
Piso de R$ 1.410,66: com o bônus será de R$ 4.231,98.

NÍVEL 9
Piso de R$ 1.579,27 e gratificação de até R$ 4.737,81.

Rio receberá 12 novas quadras e 59 creches em 2011

FONTE: O DIA

Rio - O Ministério da Educação divulgou nesta semana a lista dos municícipios que receberão creches e quadras poliesportivas em 2011 através de verbas da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC2).

No Rio, cinco municípios receberão 12 novas quadras poliesportivas e 13 cidades serão contempladas com 59 creches e escolas de educação infantil. A capital fluminense receberá 20 creches e uma quadra poliesportiva. Araruama, Belford Roxo, Cabo Frio, Campos, Guapimirim, Magé, Maricá, Mesquita, Nilópolis, Nova Friburgo, Paracambi, São Gonçalo, São João de Meriti, Teresópolis e Valença são os demais municípios.

O estado do Rio foi o segundo do país com maior número de projetos atendidos, ficando atrás apenas de São Paulo.

Segundo o coordenador-geral de Infraestrutura Educacional do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Tiago Radunz, o objetivo do projeto é aumentar a estatística que mostra que apenas 20% das crianças de 0 a 3 anos têm acesso a creches no país.

“O Sul e o Sudeste concentram os municípios de maior porte. Por isso, tiveram mais projetos selecionados. Mas no grupo 3 do PAC ,formado por cidades de menor porte, que está sendo analisado, porque há uma quantidade muito grande de municípios inscritos”, explica Radunz.
 

Provinha Brasil de matemática

Ministério vai testar alunos do 2º ano do Ensino Fundamental

Rio - Pela primeira vez, 3,3 milhões de crianças matriculadas  no 2º ano do Ensino Fundamental em escolas públicas farão provinha nacional de Matemática. Desde 2008, o Ministério da Educação (MEC) aplica a Provinha Brasil com questões apenas de Português. O exame mede o desempenho dos alunos das classes de alfabetização em todo o País.

Cada um dos testes terá 20 perguntas de múltipla escolha, sendo que a prova de Matemática será distribuída em agosto e a de Português, em março. Os exames serão aplicados pelo próprio professor em sala de aula ou pelo coordenador pedagógico definido pela direção da escola.

Para a coordenadora de Ensino Fundamental da Secretaria de Educação Básica do MEC, Edna Borges, a provinha permite avaliar o nível de aprendizado dos alunos no início e no fim do ano letivo. A aplicação pelas escolas não é obrigatória, mas é uma oportunidade de definir novas estratégias para melhorar a qualidade do ensino. O objetivo final é que todas as crianças estejam alfabetizadas aos 8 anos de idade.

Além dos cadernos de questões para os alunos, os professores vão receber cartilhas orientando sobre a aplicação e a correção dos exames. De acordo com a coordenadora do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), Mariana Santos, a prova de Matemática já foi realizada, em fase de testes, para estudantes da rede pública nos meses de novembro e dezembro do ano passado. A previsão do ministério é que, em 2012, todas as escolas municipais receberão as duas provas no início do ano e no final do segundo semestre.

RioCard vai controlar frequência de alunos da rede municipal


O DIA

 

Rio - Começa o hoje a ativação do RioCard dos alunos  da rede municipal, que agora, além de pagar a passagem, passa a ter outra função: controlar a frequência escolar.  Até o fim de fevereiro, todos os 670 mil estudantes da rede vão usar os novos aparelhos de leitura instalados nas escolas da rede, e os faltosos devem tomar cuidado, pois o benefício será recarregado diariamente no colégio, no valor de R$ 12.

>>CONFIRA: Relação de escolas onde tirar a foto e fazer o RioCard

Para o processo de ativação dos cartões, a Fetranspor disponibilizou ônibus que ficaram espalhados em 20 pontos da cidade, das 7h às 19h. O estudante precisa comparecer levando apenas o cartão de passagem antigo. O prazo vai até 2 de março.

A SuperVia também começa hoje o recadastramento dos seus cartões de gratuidade para estudantes. Interessados devem fazer o cadastramento no subsolo da Central o Brasil, das 8h às 17h, com identidade ou certidão de nascimento, comprovante escolar e de residência.

RELAÇÃO POSTOS DE ATIVAÇÃO - ÔNIBUS
         
BAIRRO    LOCALIZAÇÃO

1 Bangu    - Praça 1º de Maio, que fica na esquina de Rua Boiobi com Avenida Santa Cruz

2 Santa Cruz - Rua Felipe Cardoso (Praça Benedicto de Freitas)

3 Campo Grande (Santa Margarida) - Praça Soldado Hudson com Avenida. Bacaxá , conhecida como Praça do Samba, no bairro Santa Margarida

4 Ricardo de Albuquerque - Rua Gramani, em frente às EM Noronha Santos e Narbal Fontes

5 Realengo - Praça Padre Miguel, que fica ao lado da EM Nicarágua

6 Campo Grande    Praça Rosália Trotta, próxima à esquina da Avenida Arthur Rios com Avenida Dom Sebastião

7 Madureira - Dentro do Terminal Rodoviário de Madureira, embaixo do Viaduto de Madureira, em frente ao Tem Tudo

8 Centro - Av. Presidente Vargas, pista lateral sentido Centro, na baia existente do lado direito do Terreirão do Samba

9 Barra da Tijuca - Avenida Ayrton Senna (no interior do Complexo da Subprefeitura da Barra da Tijuca, em frente ao Hospital Lourenço Jorge)

10 Ilha do Governador - Rua Luiz Sá, próximo ao Shopping Ilha Plaza - Moneró

11 Penha - Largo da Penha, em frente ao Parque Shangai

12 Irajá - Avenida Monsenhor Félix, 512 - Dentro da XIX RA

13 Méier - Dentro do Terminal Rodoviário Américo Ayres, Rua Arquias Cordeiro, S/Nº, próximo à Estação do Méier

14 Pavuna - Praça Nossa Senhora das Dores, próxima às EM Alberto José Sampaio e Max Fleiuss

15 Pedra de Guaratiba    Praça Raul Capello Barroso, na Estrada da Matriz

16 Caju - Praça do Banco do Brasil, em frente à Rua General Sampaio, nº 71

17 Jacarepaguá (Curicica) - Na Rua Mandina, atrás da E.M. Alina de Brito, na Estrada dos Bandeirantes

18 Copacabana - Rua Siqueira Campos (esquina com a Rua Josef Bloch)

19 Inhaúma - Praça Vinte e Quatro de Outubro (Praça de Inhaúma)

20 Tijuca - Praça Saens Peña, próxima à Rua Carlos de Vasconcel

CAMPANHA CONTRA A Hanseniase

ACSs montam e apresentam dinâmica sobre hipertensão

ACSs montam e apresentam dinâmica sobre hipertensão: "
Alguns ACS da Clínica da Família Santa Marta resolveram de forma criativa e bem humorada abordar o tema da hipertensão arterial no grupo que ocorre quinzenalmente em nossa unidade.

Foi realizada uma dinâmica, mais conhecida como “Juri Simulado” onde o objetivo principal é estudar e debater um tema, levando todos os participantes do grupo se envolverem e tomar uma posição, alem de desenvolver o senso crítico.

Participantes: (Funções)
Juiz: Dirige e coordena o andamento do júri.( Técnico de Enf.- Júlio César)
Advogado de acusação: Formula as acusações contra o réu ou ré. ( ACS Jojo)
Advogado de defesa: Defende o réu ou ré e responde às acusações formuladas
pelo advogado de acusação. ( ACS Joana)
Réu: Hipertensão arterial (ACS Suelen)
Guarda: ACS Jaqueline
Corpo de Jurados: Ouve todo o processo e a seguir vota: Culpado ou inocente, definindo a pena. A quantidade do corpo de jurados. (Pacientes do grupo de hipertensos)

DRAMATIZAÇÃO:
O guarda solicita que todos levantem para a entrada do Excelentíssimo Juiz. O juiz então começa a ler a acusação do réu, no caso a hipertensão que é mais conhecida como pressão alta.
O advogado de acusação, acusa a hipertensão de ser uma grande vilã, pois ela chega bem silenciosa, e quando vemos ela já tomou conta de nosso corpo. Adora as pessoas que se alimentam mal, sedentárias, fumantes e obessas. E se depois de descoberta a doença as pessoas não mudarem seus hábitos de vida ela pode provocar graves conseqüências.

O advogado de defesa protesta e defende a hipertensão alegando que a culpa e que vivemos stressados, trabalhando muito, vivemos em engarrafamentos, poluição, muito barrulho, cuidando pouco de nossa saúde. Então o culpado pela hipertensão somos cada um de nos, alega ele.
O Juiz então pede silêncio no tribunal e deixa a decisão para os jurados.

- O que vai ser feita com a acusada? Condenar ela a tomar remédios na hora certa, e ter uma alimentação mais saudável e menos sal para o resto da vida, ou deixaremos ela fazer o que bem entende com nossa saúde e depois sofrermos as conseqüências?

A partir daí começa uma grande discussão sobre o tema, onde todos podem ser ouvidos relatando as suas angustias e aflições e poderem também dar a sua opinião. Assim podendo refletir que esse problema é comum a todos os presentes, mas que de forma regrada podem conviver normalmente.

"

Baile Infantil de Carnaval Santa Marta

Baile Infantil de Carnaval Santa Marta: "
"

GRUPO DE SAÚDE BUCAL

GRUPO DE SAÚDE BUCAL: "
A Equipe de Saúde Bucal realiza semanalmente um grupo de educação em saúde dentro de sua unidade, seja para os pacientes que estão iniciando o tratamento, aqueles que estão vindo para a consulta de revisão ou qualquer um que queira saber um pouco mais de informação sobre a saúde de sua boca.

A equipe tenta frizar a importância da co-responsabilidade do paciente diante de seu tratamento, pois de nada adianta o profissional fazer a sua parte se o paciente não cuidar de seus dentes em sua casa ou em seu trabalho. No grupo o paciente pode ouvir e ser ouvido tirando suas dúvidas sobre as principais doenças bucais que acometem a população, assim, a equipe com ajuda de materiais educativos aborda o tema da doença cárie, doença periodontal, técnica de escovação, escova ideal, quantidade de pasta, higiene da prótese dentre outras questões.

Algumas dicas para manter uma boa saúde de sua boca:
• A escova ideal deve ser pequena e de cerdas macias;
• A quantidade de pasta a ser usada na escovação deve ser bem pequena (tamanho de uma ervilha);
• A escova deve ser trocada aproximadamente a cada três meses;
• Os pais devem fazer a higiene bucal na frente da criança para que ela entenda que este é um procedimento comum e procure aprender imitando;
• A escovação antes de dormir é mais importante, pois a saliva protege os dentes contra cárie e quando dormimos a produção de saliva cai, deixando os dentes mais suscetíveis à ação das bactérias;
• Usar o fio dental pelo menos uma vez ao dia, para limpeza das regiões entre os dentes, onde a escova não consegue remover a placa bacteriana.

"

Território de Paz

Território de Paz: "

Gabinetes de Gestão Integrada Municipal (GGIM)

A execução do Pronasci se dará por meio de mobilizações comunitárias e policiais. A articulação entre as diferentes forças de segurança – polícias civil, militar, bombeiro, guarda municipal, secretaria de segurança pública – e representantes da sociedade civil será realizada por meio do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM). O GGIM organizará atividades que levarão ao debate da segurança pública no município. Além disso, equipes multidisciplinares atuarão no Pronasci (assistentes sociais, psicólogos, educadores, pedagogos) para fomentar os GGIs de informações e identificar os projetos do Pronasci que podem ser implementados.

Conselhos Comunitários de Segurança Pública

Serão instalados ou aprimorados nas comunidades das regiões metropolitanas do Pronasci os Conselhos Comunitários de Segurança – espaços de discussões sobre as questões referentes à segurança pública. As lideranças comunitárias de cada bairro serão capacitadas para participar dos debates e ações de segurança pública e mediação de conflitos, representando moradores em suas principais demandas e necessidades.

Canal Comunidade

Serão instituídos mecanismos para garantir o acesso das comunidades aos órgãos de defesa do consumidor. O objetivo é fazer com que as pessoas, conscientes de seu papel como cidadãos, possam exigir seus direitos. Os estados e os municípios vão contar com a implantação do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor (SINDEC), que funcionará nas bibliotecas instaladas pelo Pronasci, nas regiões prioritárias. Os estados também receberão veículos que funcionarão como facilitador no processo de divulgação dos direitos da cidadania.

Geração Consciente

O projeto visa atingir jovens em situação de risco para informá-los de seus direitos de cidadania. Os jovens serão sensibilizados e capacitados e, em troca, poderão participar de ações culturais. O objetivo do projeto é fazer com que o jovem seja reconhecido na sociedade e largue o crime tornando-se um multiplicador dos direitos do consumidor para com outros jovens.

Lei Maria da Penha / Proteção à mulher

A Lei Maria da Penha, sancionada em agosto de 2007, ganhará mais força no Pronasci. Serão construídos Centros de Educação e Reabilitação para Agressores. Os espaços servirão como local de combate à impunidade e promoção da cultura de paz e serão erguidos nas regiões atendidas pelo Programa. Ainda no âmbito da Lei Maria da Penha, serão implementados juizados de violência doméstica e familiar contra a mulher, delegacias e núcleos especializados nas defensorias públicas. A meta é realizar, por meio de parcerias com tribunais estaduais de justiça, ministérios públicos e defensorias públicas, cerca de 70 mil atendimentos até 2011.

Capacitação de magistrados, promotores e defensores públicos em direitos humanos

Magistrados, promotores e defensores públicos também serão capacitados em direitos humanos. O Pronasci prevê parcerias com escolas superiores de magistratura. O objetivo é inserir no cotidiano dos operadores do direito temas relacionados aos direitos humanos, principalmente os que dizem respeito à aplicação dos tratados internacionais assinados pelo Brasil. No final de 2006, o Ministério da Justiça, a Secretaria Especial de Direitos Humanos e o Conselho Nacional de Justiça assinaram acordo para criação de um sistema de acompanhamento de processos que envolvam graves violações aos direitos humanos.

Instalação de núcleos de Justiça Comunitária

O Pronasci implementará 30 núcleos de Justiça Comunitária. Lideranças das comunidades serão capacitadas em oficinas para mediar conflitos e promover a coesão social. Essas lideranças serão identificadas por meio de parcerias com a Defensoria Pública, Ministério Público, Tribunais de Justiça e a Secretaria de Reforma do Judiciário. A mediação de conflitos pela comunidade promove a justiça de forma alternativa e pacífica. A intenção é realizar cerca de 375 mil atendimentos, até 2011.

"

Rio tem menor taxa de homicídios desde 1991 - Diário do Nordeste

Rio tem menor taxa de homicídios desde 1991 - Diário do Nordeste: "

O Dia Online

Rio tem menor taxa de homicídios desde 1991
Diário do Nordeste
Rio de Janeiro. O Estado do Rio de Janeiro teve 4.768 homicídios no ano passado, menor número absoluto desde 1991, segundo dados divulgados ontem pela Secretaria de Segurança Pública. O índice de homicídios por 100 mil habitantes foi de 29,8, ...
Rio registra menor número de homicídios dos últimos 20 anosEstadão
Dê seu votoO Globo
RJ tem menor número absoluto de homicídios desde 1991, diz SecretariaG1.com.br
R7 -Último Segundo - iG -O Dia Online
todos os 80 artigos »
"

Dificuldade de Aprendizagem e Reeducação Psicomotora

Dificuldade de Aprendizagem e Reeducação Psicomotora: "
A Faculdade de Educação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) está com inscrições abertas para dois cursos voltados a graduados em qualquer área do conhecimento.

Com o objetivo de proporcionar qualificação para o mercado de trabalho, o Curso de Especialização em Educação e Reeducação Psicomotora oferece subsídios a educadores e interessados em atuar na área de psicomotricidade, visando abranger aspectos motores, afetivos e cognitivos.

Será realizado de 05 de abril de 2011 a 26 de abril de 2012, as terças e quintas-feiras, das 18h às 22h. Suas inscrições vão até 04 de fevereiro.

Já o Curso de Especialização em Dificuldade de Aprendizagem: Prevenção e Reeducação irá auxiliar na prevenção, na detecção e no tratamento de distúrbios da aprendizagem, abordando os temas: Dificuldades de Aprendizagem; Desenvolvimento e Aprendizagem; Prevenção dos Distúrbios de Aprendizagem; Neurolinguística e Desempenho Cognitivo; e Atuação Educacional nos Distúrbios de Aprendizagem.

Será realizado de 11 de abril de 2011 a 30 de abril de 2012, as segundas e quartas-feiras, das 18h às 21h45. Suas inscrições vão até 03 de fevereiro.

O valor de cada curso à vista é de R$ 2.052,00 ou em 12 parcelas de R$ 190,00 mais taxa de seleção de R$ 60,00.

As inscrições devem ser feitas pela internet, no site do Cepuerj - http://www.cepuerj.uerj.br/.
Mais informações:
CENTRO DE PRODUÇÃO DA UERJ
Rua São Francisco Xavier, 524, 1º andar, bloco A, sala 1006
Maracanã - Rio de Janeiro - RJ
Atendimento de 9h às 18h
Informações - Tel: (21) 2334-0639
ou pelo
site: http://www.cepuerj.uerj.br
"

Espaço para Brincar e Aprender

Espaço para Brincar e Aprender: "
Vejam só como ficou o nosso espaço para brincar e aprender. Estamos descobrindo novas rotas para as nossas navegações no mundo das crianças. Durante as férias elaboramos algumas mudanças. Baseamos a nossa proposta nas referências disponibilizadas no Encontro da Troca de Experiências, onde o diálogo e a integração acadêmica nos proporcionaram novos saberes.











A direção e funcionários da Creche Municipal Tio Sebastião Xavier agradecem o apoio recebido da Gerência de Educação Infantil, da 5a. CRE e de todos que participaram dos trabalhos da Creche colaborando direta e indiretamente. O sorriso abaixo é de felicidade mesmo.

"

ESCOLAS DO AMANHÃ

CIENTISTAS DO AMANHÃ

EDUCAR PARA CRESCER - CLAUDIA COSTIN

Claudia Costin - O Educar para Crescer foi lançado na manhã do dia 15 de setembro de 2008. O evento reuniu 250 convidados no Museu da Casa Brasileira. Roberto Civita, idealizador do movimento, discursou sobre a importância de uma Educação de qualidade e a necessidade do envolvimento de todos. O Ministro da Educação Fernando Haddad reforçou a importância do movimento. Na ocasião também foi apresentada a Pesquisa Nacional da Educação 2008. Encomendada ao Ibope pelo Educar para Crescer a pesquisa revelou dados alarmantes a respeito do conhecimento dos brasileiros sobre Educação. Foram entrevistadas 1 000 pessoas em 9 regiões metropolitanas do Brasil.

Claudia Costin fala para TV Espaço

EDUCOPEDIA

Termina nesta segunda o prazo para matrículas do Sisu

Termina nesta segunda o prazo para matrículas do Sisu: "O candidato que não efetuar a matrícula perderá automaticamente a vaga


Nova idade para ensino fundamental bagunça pré-escola

Nova idade para ensino fundamental bagunça pré-escola: "Retenção de crianças que ainda não completaram 4 anos foi parar na Justiça


Número de homicídios no Rio é o menor desde 1991

Número de homicídios no Rio é o menor desde 1991: "Mas o estado continua com taxa três vezes maior que a de São Paulo, e o número de roubos nas ruas cresceu 21% em quatro anos


SuperVia abre recadastramento de gratuidade para estudantes

SuperVia abre recadastramento de gratuidade para estudantes: "

RIO - Os estudantes matriculados na rede pública de ensino que optarem por utilizar o cartão de acesso livre da SuperVia devem ficar atentos ao início do processo de recadastramento a partir da próxima terça-feira
...

Leia mais


Assine O GLOBO e receba todo o conteúdo do jornal na sua casa

"

Secretária Claudia Costin participa esta semana da Aula Inaugural 2011









O ano letivo na Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro será aberto nesta quarta-feira (2) 
com um programa especial, a Aula Inaugural 2011. A secretária de Educação do Rio, 
Claudia Costin, estará no estúdio da MultiRio para falar sobre os planos da SME p
ara o novo ano letivo.








As Escolas do Amanhã, o combate ao atraso escolar, o Ginásio Carioca e outras iniciativas 
serão abordadas por Claudia Costin, que fará também um balanço dos seus dois primeiros 
anos de atuação à frente da Rede.








Apresentado ao vivo pela jornalista Carla Ramos, o programa vai ao ar no canal 14 da NET, 
a partir das 9h. Os telespectadores poderão participar, enviando perguntas por telefone ou e-mail.








O programa será reapresentado no sábado (5), às 9h, na BandRio e também no canal 14 da NET.